Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]




DOLCE AMORE MIO
O blogue de uma Portuguesa em Itália ✈️







Buongiorno, principessa!
✈️

DOLCE AMORE MIO

O blogue de uma Portuguesa em Itália ✈️

29
Mar18

O que é o Serviço Voluntário Europeu?

29746466_102f1693942927352_1659159789_o.jpg

 A piazza principale da minha cidade em Itália

 

O Serviço Voluntário Europeu (S.V.E.)é apenas a melhor experiência que poderás atrever-te a viver se tiveres a coragem e o espírito de aventura necessários! À parte disso, o Serviço Voluntário Europeu faz parte do já tão conhecido projecto Erasmus+ e dá oportunidade a jovens entre os 17 e os 30 anos de fazer voluntariado nos diversos países da União Europeia. Estes projectos podem durar de duas semanas a doze meses. 


Resumidamente, o SVE é um projecto onde um ou mais voluntários trabalham a tempo inteiro numa certa instituição. Estas podem ser das mais diversas áreas: arte e cultura, saúde, ambiente, integração social, entre tantas outras! Nestas instituições onde existem voluntários, há uma troca de culturas, experiência e habilidades pessoais que proporcionam não apenas um crescimento pessoal do voluntário mas também um enriquecimento pessoal da comunidade local (falo por experiência própria!). 


O voluntário, além de ter as viagens de ida e volta reembolsadas até uma certa cifra e alojamento e despesas incluídas, recebe um pequeno "salário" que se destina à compra dos bens essenciais (comida, produtos de higiene, entre outros) e ainda uma ajuda para gastos pessoais. Este "salário" é conhecido como "food allowance" e "pocket money" e depende muito (muito!) do país onde onde se encontra. Além destas condições, o SVE oferece ainda um seguro de saúde que reembolsa todas as despesas relacionadas com doenças e acidentes. 


Penso que uma das coisas mais importantes do SVE é que a sua estrutura organizacional compreende uma organização de envio e uma organização de acolhimento (no meu caso, por exemplo, uma organização portuguesa e uma organização italiana). Estas organizações são as que estabelecem as premissas do contrato e as condições tanto do sítio onde habita o voluntário, como aquelas do sítio onde trabalha. Além disso, estas duas organizações acompanham o trabalho e o progresso do voluntário, facilitando a integração ao inicio e o reajustamento à nova realidade pós-SVE, quando o projecto acaba. Da minha experiência, de quando estive à procura de voluntariados para fazer, encontrei as seguintes organizações: Associaçao Juvenil de DeãoRota Jovem e ProAtlântico. Tenho a certeza que existem mais, mas estas são aquelas com as quais tive contacto. 


Do que tenho conhecimento (tendo tantos amigos que fazem ou fizeram voluntariado europeu, sejam aqueles portugueses que estiveram foram, sejam os estrangeiros que conheci já em Itália) todos os voluntariados tem estas condições de base (alojamento + despesas +  seguro de saúde + reembolso das viagens de ida e volta +  food allowance +  pocket money) todavia, as especificidades mudam. Existem meios de transporte para ir do alojamento ao posto de trabalho? Usufrui-se de refeições no posto de trabalho? Quantas horas por semana se deve trabalhar? Estas especificidades são as que vêm descritas no contrato e são estas mesmas que o voluntário tem de estar atento quando assina o contrato; daí a importância de haver duas associações (de envio e de acolhimento) que ajudam o voluntário  a perceber como será a quotidiano na nova cidade e que ajudam na resolução de problemas quando existe conflitos de interesses. 

 

Todos os voluntariados são diferentes. Por isso, gostaria de partilhar convosco a minha experiência pessoal, que nada tem a ver com outras experiências pessoais de outros indivíduos. O sucesso do voluntariado não depende só das organizações que nos enviam e que nos acolhem, ou do sitio onde trabalhamos; o sucesso do voluntariado depende principalmente da receptividade do voluntário a novas pessoas, a novos sítios, a novas culturas e a novas responsabilidades. 

Se ficaste com o bichinho, convido-te a entrares neste link, onde poderás encontrar os actuais projectos que estão a recrutar voluntários, nos mais diversos pontos da União Europeia.

26
Mar18

Bolo de Ricotta com Creme de Iogurte

1.jpg

Para inaugurar oficialmente o blog, nada melhor que uma receita acabada de sair do forno!

Como faço voluntariado num teatro, são muitas as pessoas com quem trabalho e com quem passo muito tempo. Afinal de contas, são a minha família nesta cidade, longe da minha casa e dos meus. Como tal, uma das coisas que mais gosto de fazer é cozinhar a merenda para estas pessoas que significam tanto para mim. Se em outras ocasiões lhes apresentei doces da tradição portuguesa, hoje foi dia de inovar: um bolo feito "com o que tinha la em casa". 

24
Mar18

Ciao e benvenuti nel mio blog!

Não sou nova no mundo dos "blogs". Sempre fui fascinada pela facilidade em partilhar pensamentos e experiências através de um clique, pelo que foram muitos os "blogs" que criei e onde escrevi por breves períodos de tempo. A minha missão sempre foi a de criar o tal justo, o perfeito, a casa mia no mundo vasto da blogosfera. Tal nunca aconteceu, nunca tive muita perseverança no que diz respeito a este mundo virtual. Todavia, estando a viver uma experiência no estrangeiro e com a falta que sinto de escrever na minha própria língua, pensei que poderia juntar o útil ao agradável e aventurar-me outra vez por estes mares cibernéticos.

 

O desafio é grande: o teclado não foi feito para escrever em Português e o tempo que tenho divide-se entre o Serviço Voluntário Europeu que estou a desenvolver em Itália, o estudo da língua italiana, os imensos livros que tenho para ler e os episódios das minhas séries preferidas que se amontoam na Netflix.

O objectivo é ainda maior: ganhar coragem para criar algo que tenha sentido para mim e que possa acrescentar alguma coisa de bom a este mundo.

 

Dolce Amore Mio, porque não há nada mais doce no mundo do aquilo que amamos.

 

20
Mar18

O Meu Livro

SAM_0644.JPG

 

Este livro foi o meu sonho durante muito tempo. Comecei a escrevê-lo aos dezasseis anos, numa das aborrecidas aulas de matemática durante a escola secundária. Aos dezassete anos, e depois de receber opiniões entusiastas de amigos e familiares, a ideia de que valia a pena lutar por este sonho solidificou-se. Comecei a pesquisar os "comos e porquês" das casas editoras em Portugal e, finalmente, aos dezoito anos assinei contrato com a Chiado Editora. Um mês depois de ter completado dezanove anos, deu-se a sua publicação e lançamento. 

Gosto de definir "Heroína" como sendo um memoir de uma história de amor onde se ama mas, sobretudo, onde se sofre. Ainda que tenha muito orgulho no meu trabalho, sei que não é perfeito e, se fosse hoje, gostaria de ter feito as coisas de modo diferente. 

Todavia, se tiverem curiosidade, podem adquiri-lo no site da Chiado Editora ou na Wook

Comentários, críticas construtivas e sugestões são bem-vindos!

 

 

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

O Dolce Amore Mio nasceu da vontade de partilhar a minha experiência enquanto voluntária europeia (SVE) em Itália. No entretanto, arranjei espaço para outros temas, como cozinhar e viajar.


Viaja comigo por aqui ✈

dolceamoremioblog instagram.png twitter.png helenaduque@sapo.pt

 

O Meu Livro


Sobre o Livro | Comprar

Roteiro

mm.png

Roteiro em Florença

 

Tell Me What You Love

Adorava saber qual é a tua opinião sobre este blogue e se tens um tema que preferes ler! Seja viagens em Itália, diferenças entre Portugal e Itália, publicações sobre a cultura italiana, ou dicas sobre lifestyle todo o tipo de sugestões são bem-vindas! Diz-me o que adoras ler e viaja comigo ✈

Mensagens

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me