Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




DOLCE AMORE MIO
O blogue de uma Portuguesa em Itália ✈️







Buongiorno, principessa!
✈️

DOLCE AMORE MIO

O blogue de uma Portuguesa em Itália ✈️

04
Set18

Florença | Dia 2 - O Centro Histórico

16.jpg

Grande Museu do Duomo

 

Já vos falei como foi o primeiro dia em Florença. Foi um itinerário curto mas cheio de surpresas e momentos incríveis desta viagem! O segundo dia foi para usar aquele bilhete que já tínhamos comprado no dia anterior. E acreditem: vocês vão precisar do dia todo para conseguirem visitar todos os quatro edificios a que têm entrada, mesmo que estejam todos num raio de meio quilómetro. Decidimos visitar primeiro o Battistero, depois a Torre di Giotto, a seguir o Duomo e, para finalizar, o Museu del DuomoAtençãonão é preciso bilhete para entrar no Duomo di Santa Maria del Fiore, no entanto, é preciso se quiserem visitar a Santa Reparata (já dentro do Duomo). O bilhete também dá acesso à cupula do Duomo, no entanto, as marcações devem ser feitas com muito tempo de antecedência, pelo que não conseguimos entrar (vejam sempre on-line se for algo que querem mesmo muito fazer!). 

 

3.jpg 15.jpg

 Cúpula da Catedral de Florença e interior da cúpula, um afresco incrível que retrata o Judicio Universal.

 

Como ou porquê decidimos esta ordem de visita? Fácil. Fomos sempre para as filas que pareciam menos curtas. Como chegámos ao Battistero mesmo à hora de abertura, demorámos apenas quarenta minutos para entrar. Depois, fomos à Torre di Giotto e estivemos na fila uma hora e meia, demorámos outra hora e meia a subir tudo (desaconselho a visitarem a torre ao final do dia... não há corpo que aguente!) e a apreciar a paisagem. Em seguida, foi o tormento: estivemos três horas na fila para entrar no Duomo! Estava sol e calor, mas não exageradamente (começou a ficar demasiado calor a partir das 14h) mas, felizmente, não choveu como no dia anterior. Como estávamos na fila durante a hora de almoço, fomo-nos revezando a ir comer e a ir à casa-de-banho e assim o tempo passou um bocadinho mais depressa.

  

Dica: as senhoras que tragam sempre uma encharpe leve dentro da mala (e os senhores também, se usarem cavas) porque podem estar três horas na fila e depois não vos deixam entrar pela indumentária (existem sempre uns senhores há porta das igrejas a venderem lenços e encharpes, mas é esse dinheiro que poupam, se não vos é necessário uma encharpe ou lenço de não tão boa qualidade). 

 

6.jpg 19.jpg  

Fachada da Catedral Santa Maria del Fiore e Torre di Giotto.

 

 18.jpg  1.jpg

Detalhes da catedral vistos da Torre di Giotto e eu, num esforço de tirar uma foto digna do Instagram.

 

4.jpg 20.jpg

Vista da Torre di Giotto. Faz lembrar a vista da Torre degli Asinelli em Bologna?

 

Depois do Duomo, acabámos a visita no Grande Museo del Duomo, onde não havia fila para entrar. A visita ao museu foi interessante, mas infelizmente já não tínhamos grande tempo para lhe dedicar. O museu é cheio de coisas maravilhosas: estátuas, portas completamente trabalhadas em ouro e prata, artefactos de grande valor usados nas celebrações religiosas, entre tantas outras coisas. Uma das minhas partes preferidas do museu é aquela dedicada à construção da cúpula, onde se podem ver os instrumentos usados para a construir (lembrando que a cúpula desta catedral foi uma construção muito ambiciosa para o seu tempo - 1420 - tendo sido por muito tempo considerada a maior cúpula do mundo). 

 

14.jpg 17.jpg

Parte inicial do Grande Museu del Duomo e estátua "Madalena em Penitência", de Donatello. Esta estátua tem um metro e oitenta de altura!

 

Acabámos a nossa viagem a Florença com uma passagem rápida à Piazza della Signoria e ao Piazzale degli Uffizi.

21.jpg 22.jpg

Estátua de Leonardo Da Vinci no Piazzale degli Uffici e tecto feito de afrescos no claustro do Palazzo Vecchio. 

 

A Piazza della Signoria é incrível e merecia ter sido visto melhor. Vale a pena porque ali ao redor é um pequeno centro de arte e beleza e indescritível: bem à porta do Palazzo Vecchio (antiga casa dos Medici e actual edifício do município de Florença) podemos ver uma imitação da icónica estátua David de Michelangelo, cujo original (1503) está localizado na Galeria da Academia, e o Hércules e Caco de Bandinelli. Mesmo ao virar da esquina, podemos encontrara Galleria degli Uffizi, um dos museus mais visitados a nível mundial. Infelizmente, nunca tive oportunidade de visitar porque é preciso marcar com muito tempo de antecedência. Todavia, vale muito a pena visitar o Piazzale degli Uffizi, a praça onde é possível ver estátuas dos grandes nomes da arte, literatura e cultura italiana. 

 

E aqui terminámos a nossa viagem a Florença. Num próximo artigo trarei a minha opinião sobre o sítio onde ficámos alojadas, fiquem atentos se tiverem interesse neste tipo de informação. 

 

Já visitaram Florença? Ficaram rendidos como eu?

unnamed.jpg

 

Pesquisar

Sobre mim

foto do autor

O Dolce Amore Mio nasceu da vontade de partilhar a minha experiência enquanto voluntária europeia (SVE) em Itália. No entretanto, arranjei espaço para outros temas, como cozinhar e viajar.


Viaja comigo por aqui ✈

dolceamoremioblog instagram.png twitter.png helenaduque@sapo.pt

 

O Meu Livro


Sobre o Livro | Comprar

Roteiro

mm.png

Roteiro em Florença

 

Tell Me What You Love

Adorava saber qual é a tua opinião sobre este blogue e se tens um tema que preferes ler! Seja viagens em Itália, diferenças entre Portugal e Itália, publicações sobre a cultura italiana, ou dicas sobre lifestyle todo o tipo de sugestões são bem-vindas! Diz-me o que adoras ler e viaja comigo ✈

Mensagens

Arquivo

    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Sigam-me